Grupo de Oração São Vicente.

Seja bem vindo ao blog do Grupo de Oração São Vicente. O grupo de oração da Renovação carismática em Brasília DF.

Anunciar Jesus

julho 30th, 2013

anunciar blog

 

Semana passada estava de recesso. Então resolvi fazer algo que já não fazia há muito tempo: dar uma “passeada” pelos canais da televisão. Quando paro para assistir TV, só ligo na Canção Nova, mas dessa vez fiz diferente, quis ver o que estava acontecendo no mundo a fora. Fiquei chocada com as imagens que vi e perguntei: meu Deus, o que é isso? O que está acontecendo com o mundo? E com as pessoas? Parece que o ser humano perdeu a noção das coisas, da vida, do seu valor, do valor do outro, enfim do amor!

Pessoas matando por dinheiro; matando por matar; destruindo sonhos de outra pessoa e matando até por “amor”. Mais uma vez me perguntei: que amor é esse que mata? Parece que o significado da palavra amor perdeu o sentido. As pessoas já não entendem mais o que é isso.

Pensei: será que as pessoas boas são minorias? Então, como vamos combater esse “tsunami” de maldades? Foi aí, que Deus colocou forte no meu coração. Filha, ainda há jeito!

E nesta semana, com a chegada do Papa em nosso país, Ele me deu a resposta, que não somos minoria! O que precisamos é ter coragem de anunciá-lo para que essas pessoas possam conhecê-Lo, assim como O conhecemos!

É perceptível a sede que as pessoas têm de Jesus, a JMJ nos mostrou isso. O povo quer Deus! Conseguimos ver a necessidade de elas estarem próximas a alguém que representa o Salvador.  Estamos vendo isso nitidamente com a presença do sucessor de Pedro. Elas vão ao seu encontro, porque sabem que ele tem o que precisam, Jesus!

Nós, que já tivemos o encontro com o ressuscitado, também temos que mostrar às pessoas que andam nas trevas o caminho para salvação.

Em Marcos 16,15, Jesus pede para que O anunciemos: “Ide por todo mundo e pregai o evangelho a toda criatura”. Então não podemos ser omissos ao seu pedido. E Ele nos pede para falarmos a toda criatura, ou seja, que nenhum fique de fora, mas que todos tenham a oportunidade de conhecê-Lo.

Não podemos ficar parados! Precisamos anunciar que Jesus Cristo é o Senhor! Não podemos ficar sentados de braços cruzados, vendo e se conformando com aquilo que está ao contrário à vontade do Pai! Temos que arregaçar as mangas e ir às ruas, levar para as pessoas, o amor que nos contagiou; que fez com que largássemos tudo para seguir o caminho, a verdade e a vida. Mostrar para elas que ainda há jeito. Mostrar o contrário do que o mundo vem mostrando e inculcando na cabeça do povo, que as coisas são assim e que vão continuar assim.

Precisamos falar para aquela mãe que perdeu seu filho, que Jesus a ama e com Ele a dor vai amenizar! Falar para aqueles que têm filhos, pais de viciados em drogas, álcool, que Ele pode mudar essa situação, basta acreditar! Que o que estava perdido, pode sim, voltar! Levar para as pessoas um Jesus vivo! E falar: “Minha irmã, meu irmão, existe um Deus que te ama muito e faria tudo para tê-los ao seu lado! Não desistam! Mesmo que tudo e todos estejam contra você, Ele está contigo!

Nãããão! Não podemos nos amedrontar diante de tanta covardia, porque o principal nós temos: Jesus Cristo. Temos é que seguir o exemplo do nosso santo padre o Papa, levar a Boa Nova para aqueles que ainda não a conhecem: “Não tenho ouro, nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo”.

 

Não deixemos esfriar esse ardor do Espírito Santo que está envolvendo o nosso país por meio do nosso querido Papa Francisco! A hora é essa, devemos anunciar ao mundo que está diante de nós. Nem para o passado, nem para o futuro. Temos que pregar Jesus Cristo Crucificado e Ressuscitado às pessoas de hoje! Para que elas possam ter um encontro pessoal com o Redentor, possam descobrir que sem Ele nada podem e entendam o verdadeiro significado da palavra amor!

 

Alessandra Rodrigues Figueiredo, serva e pregadora do Grupo São Vicente.

 

A pedagogia do amor de Jesus

julho 19th, 2013

76-destaque-noticia

Não podemos falar de alguém se não conhecemos, assim não podemos falar do amor de Jesus se não vivenciamos todos os dias. Ninguém poderia duvidar desse amor, pois Deus entregou seu único filho para morrer na cruz pela salvação dos pecados da humanidade.

Quero compartilhar com vocês sobre essa pedagogia do amor de Jesus na minha vida. Antigamente eu mendigava o amor das pessoas e acabava sofrendo grandes decepções, vivia em uma profunda tristeza. Eu também não acreditava nesse amor, pois não conhecia Jesus achava que poderia resolver tudo sozinha e do meu jeito.

O amor de Jesus é algo maravilhoso que acontece na nossa vida no momento que abrimos as portas do nosso coração e pedimos para Ele fazer uma grande faxina, tirando tudo aquilo é contrário ao amor. O Seu amor nos torna pessoas melhores! E, principalmente quando buscamos estar em comunhão com o Senhor, digo com todas as letras: não será fácil carregar a cruz! A diferença é que agora eu percebo que não estou carregando a minha sozinha, pois Ele sempre está ao meu lado me envolvendo num eterno laço de amor.

Porque falar para vocês sobre esse verdadeiro amor? Quando eu rezava o Espírito Santo colocou no meu coração que hoje muitas pessoas estão em depressão e cultivando doenças interiores devido à falta desse amor, estão procurando a felicidade em pessoas e coisas, ou melhor, em lugares errados.  Semana passada eu estava doente. Fiquei alguns dias de cama e foi uma oportunidade de refletir e buscar junto de Jesus: como anda meu coração? Meu coração precisa estar aberto para amar de verdade, para ser um coração misericordioso assim com o do nosso Senhor.

Essa experiência me fez analisar que cada dia eu necessito cultivar esse terreno do meu coração, para que ele possa florescer e dar belos frutos, frutos que preciso compartilhar com todos e não apenas com aqueles que têm afinidade, mas com todos que necessitam do amor de Jesus. Preciso estar sempre em intimidade com Ele, através da Eucaristia, adoração, jejuando e fazendo o que o Senhor nos mostra sempre: amar o próximo como a mim mesma.

Naquele momento de tribulação pela doença, me veio muito forte que eu precisava renovar o meu “sim” ao Senhor. Fui escolhida por Ele para anunciar a sua palavra, levar esse amor para todos e onde ele me enviar, mas que tudo isso dependia de mim, fazer ou não: minha escolha. Ele não ia me obrigar a fazer nada, se eu não quiser. Quero viver para o senhor, clamar o seu nome em todas as situações da minha vida, pois hoje tenho certeza do Seu verdadeiro amor por mim! Quero fazer sempre como o salmista: entregar tudo em suas mãos e deixar Jesus comandar o barco da nossa vida!

“Bendito seja o senhor, que não nos entregou como presa aos seus dentes. Nossa alma escapou como um pássaro, dos laços do caçador. Rompeu –se a armadilhas, e nos achamos livres. Nosso socorro está no meu nome do senhor, criador do céu e da terra.” (Salmo 123,6-8)

Não podia deixar de compartilhar com vocês essa linda experiência, que tudo podemos no momento que abrimos o nosso coração para ELE, pois de fato é ELE quem tudo pode em nós! Nenhum problema é maior que esse amor! O inimigo de Deus já tem consciência do amor de Jesus por cada um, por isso, ele vive querendo nos enganar sobre sermos ou não amados por Deus, colocando dúvidas em nós sobre esse amor, fazendo armadilhas a nossa volta. Meus irmãos, não vamos permitir que ele consiga nos tirar da presença de Jesus!

Ore comigo: “Elevo os meus braços para glorificar o Teu nome, Senhor clamo por Ti cada minuto da minha vida! Quero fazer unicamente a Tua vontade e deixar os meus sonhos para realizar os Teus! Sinto nitidamente a Tua presença em tudo que faço! Muito obrigada, mesmo diante da minha pequenez, o Senhor não me abandona nunca! Sinto o Teu abraço de Pai me envolvendo…”

Essa música “Abraço de Pai” fez parte da minha conversão, cante-a orando:

Quanto eu esperei, ansioso queria te ver

E te falar o que há em mim, já não podia me conter…

Me decidi, Senhor! Hoje quero rasgar meu viver!

E te mostrar meu coração, tudo o que tenho e sou…

Juliana Pereira Silva, serva e pregadora do Grupo de Oração São Vicente

Amor

julho 12th, 2013

77-destaque-noticia
É tão pequeno que cabe em pequenos versos de um poeta, mas tão grande que já rompeu nações; tão simples que todos falam nele, mas tão complexo que poucos o compreendem; ele faz com que você perca o sono ao passo que multiplique os sonhos. Você já sabe de quem eu estou falando?

A verdade é que, assim como nessas descrições, o amor nos remete a um grande enigma, e a maioria o vê assim, como um sentimento que embaraça a mente de filósofos e o coração de apaixonados. Mas há quem o veja em outro olhar, afinal, quantas vidas o amor já desembaraçou?

Eu o vejo assim, você o vê assim, todo o cristão assim o enxerga, pois não foi graças ao amor que Jesus foi enviado para através do mesmo desembaraçar o mundo?

O amor é mais do que uma pergunta na mente de quem questiona, mas nós, cristãos, sabemos que é uma resposta no coração de quem simplesmente ama. Nos últimos tempos tem sido uma resposta difícil de ser descoberta: pessoas desesperançadas buscam, para a sua falta, um preenchimento vão, enquanto namoros começam e terminam infindavelmente, e anúncios de divórcios tomam o espaço dos casamentos nas notícias diárias.

Se o propósito do amor já foi um enigma, talvez seja porque pensamos que vivê-lo com despropósito seja a sua resposta. A Palavra é a resposta para a nossa vida, e não seria diferente tratando-se do sentimento que a rege. “Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros.”, diz o capítulo 2 do livro de Filipenses, nos acordando que é procurando o amor no próximo que o encontramos em nós mesmos. Somos, em si, frutos do amor, e, sendo assim, frutos aptos a gerarem mais amor, pois essa é a nossa semente. Se não encontramos esse sentimento nos dias de hoje, não é porque ele nos falta, e sim porque está em algum canto do nosso coração, sufocado, escondido ou desativado. Se o amor está quebrado, a pergunta que fica é: como fazemos para consertá-lo? E essa, em si, é a própria resposta.

Consertar é uma palavra fundamental para que entendamos isso. Vivemos em uma geração onde o consumismo atingiu as relações humanas, e com isso a ideia de que, se algo que temos dá defeito, vale mais a pena substituir do que consertar. Não devemos tratar quem está ao nosso lado como um aparelho eletrônico. Apesar de não sermos máquinas, todos nós damos defeito, mas descartar e trocar pode sair muito mais caro do que simplesmente tentar um conserto. Devemos cultivar a certeza de que o amor não é perecível, mas um sentimento que sobrevive de reformas as quais devemos ter disposição e discernimento de viver.

Que assim como uma semente, plantada no nosso coração pelas mãos de Deus, reguemos a sua Palavra em nossas vidas, e assim possamos cultivar Romanos 15 5, para colhermos I Coríntios 13 7: que Deus conceda a cada um de nós a perseverança e o ânimo de vivermos em unidade, segundo Jesus Cristo, e assim o nosso amor a tudo suportará e jamais falhará.

Gabriel Araújo, membro do Segue-me da Paróquia São José Operário

Nós pedimos ao Pai Eterno vossa benção

julho 10th, 2013

78-destaque-noticia
No primeiro domingo do mês de julho de cada ano celebramos na cidade de Trindade, estado de Goiás, a romaria e a festa do Divino Pai Eterno, uma tradição secular do nosso povo. Quando criança eu esperava essa época do ano com muita ansiedade! Sabia que iria viajar, que veria a ‘vovó’, todos meus tios e primos… Minha avó recomendava todas as vezes que meu pai não se esquecesse de passar para levá-la na festa da Trindade…

Eu, mesmo criança, queria muito ir, na certeza de muita diversão e ganhar muitos presentes, pois a feirinha era recheada de bugigangas… Ainda assim, em algumas noites me deixavam dormindo na casa da minha outra avó Júlia enquanto meus pais e meus tios iam para a diversão: era tristeza profunda… Só parava de chorar quando dormia, tanta era a minha vontade de participar!

O tempo foi passando, cheguei à adolescência e comecei a entender o verdadeiro sentido daquela viagem, que não era somente diversão e sim AGRADECIMENTO! Uma tradição que não era apenas da família do meu pai, mas da família da minha mãe também e de tantas outras pessoas que se reuniam ali naquela pequena cidade. A participação na celebração das Santas Missas, as novenas, a profissão da fé das pessoas, a fila enorme para beijar simbolicamente o pé do Divino Pai Eterno, e a caminhada de Goiânia até Trindade… tudo remetia a essa ação de graças do povo, da minha família ao Pai do Céu!

Por cinco vezes completei o percurso de 18 km a convite da minha tia, que preparava deliciosos biscoitos e pães de queijo, tudo muito bem embalado e colocado em uma mochila para que ninguém passasse fome e pudesse comer ainda quentinho. Até a ida ao banheiro tinha um esquema montado de levar um lençol para fazer uma espécie de cabana (o ruim era quando minha tia, sempre brincalhona, resolvia sorrir e as moças ficavam meio vulneráveis naquele toalhete improvisado…). Além disso, as paradas estratégicas para tomar uma coca-cola ou um sorvetinho ‘0800’, meu pai sempre com um boné branco e uma jaqueta preta para tentar não se perder na multidão, a oração do terço nas estações em oferecimento a Nossa Senhora, a nossa caminhada…

São muitas lembranças especiais, memórias da nossa espiritualidade familiar, formada dentro do seio da Santa Igreja Católica, que levarei para sempre em meu coração! Seguíamos alegres e felizes agradecendo, quando na verdade estar ali, caminhando e reunidos em família, já era a grande graça!… Cochilar na escadaria ou no banco da igreja e voltar no domingo às 15hs para a procissão e gritar o mais alto que conseguisse: “VIVA O DIVINO PAI ETERNO!” Foi assim que eu me tornei uma jovem de Deus e levei muitos amigos para conhecer a festa! Foi assim que virei adulta e, junto com meus pais todos os anos, sempre estamos presentes nesta festa da fé…

Muitos, infelizmente, não são capazes de sentir o que eu sinto na Festa do Divino Pai Eterno, e se detém mais na mistura profana que eventualmente ocorre e que é comum em festas tradicionais e populares.  Muitos não percebem que é a FÉ que move até quem vai para a “farra”!… Mas participar dessa vivência espiritual em família me fez aprender a ter um coração humilde e cheio de amor, me fez acreditar em Deus com toda a força e perceber que é Ele quem faz as coisas acontecerem conforme o seu tempo! São muitos os aprendizados…

Hoje, sinto saudades de pessoas que me ensinaram esse caminho de fé e devoção e saudades dos que já foram conosco… Cada ano uma história…  Fui batizada e consagrada em Trindade-GO e com toda minha vivência cristã somada à minha TRADIÇÃO familiar, sou devota e filha do Pai Eterno! Este ano, mais uma vez, cumpri com minha família essa tradição: fomos juntos de novo e participamos com muita Fé e muito amor, rezando por todos, inclusive por aqueles que não compreendem nossa experiência de espiritualidade cristã. Fomos à Trindade mais uma vez agradecer!…

“Nós pedimos ao Pai Eterno vossa benção… Vossa benção e proteção… É de todo coração que vos pedimos…”

Alida Cavalcante, paroquiana na Bom Jesus dos Migrantes, membro do Movimento Segue-me.

O poder da oração

julho 5th, 2013

79-destaque-noticia

A Palavra de Deus em diversos capítulos nos aponta o poder da oração. A oração é um importante canal de comunicação entre nós e Deus. Em II Crônicas 6, Salomão havia pedido ao Senhor que viesse ao templo que ele construíra, trazendo sua glória. A resposta a essa oração está no capítulo 7,1-2: “Quando Salomão terminou essa prece, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto com os sacrifícios; e a glória do Senhor encheu o templo. Os sacerdotes não podiam entrar no templo do Senhor, tanta era a glória que enchia o edifício…”.

Dessa forma, percebe-se que nós não temos o direito de orarmos de qualquer forma! Devemos orar de forma ardente porque Deus ouve o clamor do homem e, na oração, o Espírito Santo impulsiona o nosso coração à esperança. Seja na Igreja ou por meio da oração pessoal, o Espírito Santo alimenta em nós a esperança. “E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5,5).

A oração nos coloca em contato com o Senhor. Se tivermos a consciência de que é Deus mesmo quem faz, devemos esperar grandes resultados. Quer Deus queira nos dar ou negar o que pedimos. Qualquer que seja a resposta das nossas orações, o Deus a quem oramos é a fonte de todo o poder. Ele pode e vai nos responder de acordo com a sua perfeita vontade e no momento que Ele julgar correto. O poder da oração é simplesmente o poder de Deus que escuta e responde às orações.

No capítulo 9,23 do livro de Marcos, o Senhor diz “tudo é possível para quem crê”. Esse é o poder da oração. Que me leva a considerar que o meu maior sonho de vida vai realizar-se, que o impossível vai acontecer na minha vida, crendo na ação de Deus.

O Catecismo da Igreja Católica (§2725 – 2733) diz que encontramos muitas dificuldades para orar e uma delas é a distração que aponta em que estamos amarrados e para que a nossa oração seja livre torna-se necessário uma tomada de consciência humilde diante do Senhor oferecendo todo o nosso coração a Ele. Filipenses 4,6 diz que não devemos andar ansiosos, mas nossas necessidades devem ser colocadas diante de Deus em oração.

Outra dificuldade é a aridez que acontece quando o coração está desanimado e necessitado de abandonar-se de forma confiante em Deus, no amor de Deus.

A oração supõe um esforço de elevar a minha alma a Deus. Vale descartar que o poder da oração não vem de nós, não são palavras especiais que dizemos ou um jeitinho especial que oramos ou até mesmo pela repetição de nossas orações; não vem do uso de objetos, imagens, velas. O poder da oração é baseado em quem escuta nossa oração e a ela responde.

Sua vida tem sido uma vida de oração? Você tem orado?  Daniel orava três vezes ao dia, e por causa de sua oração chegou a ser jogado na cova dos leões (Dn 6, 11-17). Daniel fala que orou ao Senhor e jejuou, e o mais importante, pediu perdão e se arrependeu. A primeira coisa que ele fez ao buscar a Deus foi confessar seus pecados e os do povo. Devemos fazer o mesmo ao entrarmos diante do Pai. Pecados não confessados podem ser barreiras a bloquear nossas orações diante de Deus.

Daniel era um homem que sabia tocar o coração de Deus. Ele pede ao Pai que ouça e perdoe. Antes mesmo que ele terminasse de orar um anjo foi enviado pelo Senhor para tocar. Deus quer atender a sua oração. Em Mateus 7, 7 ele diz: “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis, batei, e abrir-se-vos-á”.

Salette Ferreira, missionária da Comunidade Canção Nova, canta:Com Jesus, tudo pode ser mudado pela força da oração. Tenha fé, acredite no poder de Deus, meu irmão.” Faça hoje essa experiência de render-se ao Senhor por meio da força da oração.

Waldênia Vieira Moraes, casada, mãe do João Emanuel, serva do Grupo de Oração São Vicente.

 

Aguenta firme!

junho 28th, 2013

81-destaque-noticia
“ Deus quer quebrar as cadeias, romper as correntes, quer libertar e curar todo aquele que crê.”

É com o esse trecho de uma música de Eros Biondine, que venho dizer a Você que tem colocado a sua segurança em coisas ou bens materiais e se esquece que Deus é o Senhor de todas as coisas, E você na ganância de acumular riquezas materiais tem se aprisionado ao egoísmo, ao individualismo, se fecha a si mesmo pensando que não precisa de ninguém pra viver, e numa questão de segundos por qualquer motivo já parte para uma agressão moral e muitas vezes uma agressão física terminando em tragédias e desestruturando famílias como temos visto em tantos lugares. Não se prenda a bens materiais, pois, passam, são temporais, ao mesmo tempo que temos tantos bens: carros de luxo, mansões, etc. Por uma ação da natureza os perdemos, vimos isto numa região dos EUA recentemente, não que todos lá vivem dessa forma, mas este acontecimento nos faz refletir que ao mesmo tempo que temos tanto podemos perder em questões de minutos.

Deus permanece, Ele é o principio e o fim de tudo. Ele nos pede que o amemos, e amemos também ao nosso próximo. Sabendo os fariseus que Jesus reduzira ao silêncio os saduceus, reuniram-se e um deles, doutor da lei, fez-lhe esta pergunta para pô-lo a prova: “Mestre, qual é o maior mandamento da lei?” Respondeu Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma e de todo o teu Espírito (Dt. 6,5). Este é o maior e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás teu próximo como a ti mesmo (lev. 19,18). Nesses dois mandamentos se resumem toda a lei e os profetas. Mt 22,34-40.

Neste amor de Deus que é infinito Ele coloca em nosso meio pessoas para estar ao nosso lado em todas as situações, seja o agricultor que cultiva a terra para termos o alimento, seja o professor para nos formar, o médico para cuidar da nossa saúde e tantos outros, cada um com o seu dom contribuindo para o Bem.

Por mais difícil que está a sua vida, seja na dor, essa dor não é maior que seu amor, seja passando por uma tribulação e quantas dificuldades na vida, tem se deixado vencer pelo cansaço seja físico ou mental que muitas vezes tem te lavado ao desânimo e já queira jogar tudo para o alto, desistir de tudo. Há pessoas que num momento de fraqueza tem pensado em tirar sua própria vida achando que não tem mais jeito, que com sua morte tudo acaba. Meu irmão, minha irmã! Pelo contrário! Nossa vida não acaba com a morte, mas fomos criados eternos! Tivemos um começo mas não teremos fim! Precisamos almejar passar essa eternidade com o Senhor e precisamos desejar isso nesta vida terrena!

Tenha Fé! Acredita que Deus tudo pode! E que tudo posso naquele que me fortalece, então meu irmão, minha irmã: coragem! Ânimo! “Aguenta firme!” Já diz o nosso querido e amado Monsenhor Jonas Abib da Comunidade Canção Nova. Se caiu, levanta-te! Confia no Senhor, Ele é contigo! Não temas seja em situações de perigo peça proteção, pois mesmo sozinho, mesmo na solidão saiba que você tem ao Senhor, saiba que Ele cuida de ti. Eu tenho apresentado a Jesus todas as minhas fraquezas, momentos de angustias, tribulações na minha vida, eu entrego a Jesus que passou pela cruz e lá tomou para si todos os nossos sofrimentos, nossos pecados e tantas enfermidades físicas e da nossa alma. A tribulação que você está passando é como uma tempestade, ela não permanece pra sempre.  Peça ao Senhor nesse momento, mesmo na tempestade, mesmo que se agite o mar, recorra ao  Senhor, como fizeram os discípulos de Jesus quando estavam na barca em alto-mar. Num daqueles dias ele subiu com os seus discípulos a uma barca. Disse ele: “Passemos à outra margem do lago”. E eles partiram. Durante a travessia, Jesus adormeceu. Desabou então uma tempestade de vento sobre o lago. A barca enchia-se de água, e eles se achavam em perigo. Aproximaram se dele então e o despertaram com esse grito:” Mestre, Mestre! nós estamos perecendo! ”Levantou-se ele e ordenou aos ventos e à fúria da água que se acalmassem; e se acalmaram e logo veio a bonança. Lc 8, 22-24.

Jamais pense que Deus te abandonou, Ele não desiste de Você, muitas vezes nós é que nos afastamos de Deus. Participe da Santa Missa na sua paróquia ou onde puder não deixe de ir. Sempre que tiver passando por situações difíceis procure pessoas para conversar, nunca tenha receio de pedir ajuda Pois Deus lhe estende a mão hoje e sempre.

Gilmar Batista Naves, servo no Grupo de oração São Vicente e no Ministério de Música Sacrário Vivo

 

Junho, mês do Sagrado Coração de Jesus

junho 21st, 2013

82-destaque-noticia

Quem me conhece sabe que um dos meus grandes defeitos é não gostar de receber ninguém com a casa suja, bagunçada. Sei que a maioria das pessoas que frequentam a nossa casa são queridas demais para reparar nisso e como diz meu marido: “elas vem por nós, não pela casa”.

Obsessão por arrumação à parte, acredito que preparar a casa para receber as pessoas é uma forma de dizer: “Seja bem vindo! – Você merece o melhor!”

Gosto de preparar tudo com antecedência, as comidas, a mesa, a música, etc, para que o momento seja encantador, memorável, para que a pessoa saiba que foi esperada com muito carinho!

Domingo, ao receber a Santa Eucaristia pensei com que empenho eu deveria preparar a casa que recebe o Cristo. Essa casa que sou eu! Que precisa o tempo todo de uma boa faxina… Será que ao entrar em meu coração Jesus encontra-o limpo de mágoas, ressentimentos, egoísmo, lamentação, tristezas, divisões, impurezas?

Às vezes, vivemos como “sepulcros caiados” (Mt 23, 27): a nossa casa está limpa para os amigos, estamos ali todos os domingos na Missa, mas, para Aquele que veio e nos ensinou que o importante é o que sai de dentro do homem e não o que ele aparenta (Mc 7, 20), para Aquele que conhece o íntimo do nosso coração… não há como fazer segredo, não dá para empurrar para debaixo do tapete a sujeira do nosso ser.

Diante dessa realidade, conto com um aliado forte: O Sagrado Coração de Jesus, fonte de misericórdia e amor, de perdão e caridade!

Coloco diante da Sua Chaga aberta a pobreza do meu coração, tão imperfeito no amor! Peço insistentemente que seu Sangue me lave, que sua Misericórdia me alcance, pois, por mais que me empenhe, a minha casa nunca está digna suficientemente para receber Jesus!

E porque O amo mais que aos meus, gostaria que o mesmo zelo que tenho pelas pessoas que me visitam, eu o tivesse também por Jesus…

quadro_jeane

Neste mês dedicado ao Sagrado Coração de Jesus unamo-nos ao Apostolado da Oração e experimentemos e divulguemos esta Santa Devoção. Olhe para sua imagem e perceba que ela grita: “Te amo! O que mais posso eu te dar? Meu coração sangra de compaixão, o tempo todo, eternamente por você!”

Obs. Este quadro do Sagrado Coração está na minha família há mais de 150 anos… Veio de João Pessoa e recebi como herança, na semana do meu casamento, há 14 anos. Desde então são fortíssimas as minhas experiências místicas com Ele… sempre presente, de formas inusitadas, em todos os momentos da minha vida

 

Jeanne Gomes Pereira Lima, Casada, dois filhos, já foi serva do Grupo de Oração São Vicente e atualmente serve com o marido Anderson Camelo na equipe de música e catequese do condomínio RK.

Manifestações devem começar no coração

junho 18th, 2013

mani cora pq
O Catecismo da Igreja Católica afirma que a participação social é necessária para a promoção do bem comum e que é um dever inerente à dignidade da pessoa humana (CIC, § 1913), e temos visto nossa juventude empreender manifestações nesse sentido por todo o território nacional.

Pois bem, passei ontem, 17 de Junho de 2013, pelo manifesto popular ocorrido em Brasília, na Esplanada dos Ministérios. Saindo do trabalho, já me deparei com a tropa de choque da Polícia Militar e, passando adiante, vi muitas pessoas em frente ao prédio do Congresso Nacional. Muitos subiam na marquise do mesmo, aparentemente era assim mesmo para acontecer, mas quando cheguei em casa, me deparei com as noticias de vandalismo, não só aqui no DF mas em todo o País!

O mais absurdo e truculento foi ver o povo na cidade do Rio de Janeiro querendo pegar os soldados da Polícia Militar, entrando no prédio da Assembleia Legislativa Carioca, quebrando tudo! Um patrimônio que é pago pelos impostos de todos nós! Cenas fortes de manifestantes cercando um Policial, com intuito de machucar, talvez até mesmo linchar! Para mim foi o maior dos absurdos assistir a tudo isso…

Sou a favor do protesto. A Igreja nos ensina que os cidadãos devem tomar parte ativa na vida pública e que é louvável as nações nas quais o povo tem essa “autêtica liberdade” (CIC, § 1915), mas de forma pacífica, de forma Jurídica, e não dessa forma a qual eu vi pelos meios de comunicação, com vandalismo e violência. É claro que foram casos isolados, mas envergonham muito o verdadeiro sentido da manifestação!

Fica sempre nossa admiração por aqueles que gritaram, pediram justiça, e cantaram o Hino nacional por amor ao País, todavia, fica igualmente o total repudio pela ação daqueles que fizeram o que era errado, o que era inclusive criminoso!…

O slogan governamental afirma: “Brasil, um País de todos”, mas precisamos ter mais consciência do que estamos fazendo. Lutar por um país melhor de uma forma digna, e não de uma forma irracional como alguns fizeram…

Aliás, antes de mais nada, é preciso começar em mim a mudança que quero ver no meu país, no meu povo! Deve começar nos meus hábitos, nos meus valores morais, na minha educação, no meu jeito de ser um cidadão decente, honesto, de não jogar lixo nas ruas, de não dirigir ao volante embriagado, de respeitar a faixa de pedestre, de dar lugar a um idoso no ônibus, de respeitar, de agradecer e acima de tudo de saber que um País melhor só será possível se começar a partir de cada um de nós a sermos melhores no dia a dia! Nesse sentido o Papa Francisco afirmou recentemente: “Uma revolução, para transformar a história, tem que mudar com profundidade o coração humano”.

Sejam feitas as manifestações, sejam feitas as transformações, sejam feitas as revoluções, mas, principalmente, que tudo isso aconteça antes dentro de cada um de nós! Pois é do coração do homem que sai tudo o que é impuro, como afirmou Jesus: Porque é do coração que provêm os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as impurezas, os furtos, os falsos testemunhos, as calúnias. (Mt 15, 19) Para um país melhor, se faz necessário um povo melhor. Isso só acontecerá a partir da cada cidadão, de cada filho de Deus, de cada coração. Que Nossa Senhora Aparecida interceda por nós!

(Marcos Alexandre Ferreira dos Santos, Casado, dois filhos, Servo do Grupo de Oração São José Esposo de Maria e membro do ministério de musica Nova Missão.)

Tô solteiro(a), e agora José?

junho 12th, 2013

84-destaque-noticia

Que maldade entrar no Shopping no período do Dia dos Namorados e ver aquele tanto de coraçãozinho, ver tudo vermelho, coisas bonitinhas e saber que aquilo tudo não pertence a você, pode ser de arrancar o cabelo!!!

Além do mais, o frio que faz neste mês de Junho aqui no Distrito Federal faz você perceber que só o chazinho da vovó não aquece mais o suficiente…

Agora a pergunta que não pode faltar é: Você que é solteiro(a), já parou pra pensar o que você vai fazer neste dia 12 de Junho!?

Ah! Eu sim! Eu vou namorar a coisa mais linda que Jesus fez: Eu mesma!!! Imagina que este é o seu dia mais especial, dia para avaliar como vai o seu coração!…

Solteiro(a), como está o seu coração?

Quais são seus objetivos? O que tem feito por seus sonhos? Será que seus objetivos e sonhos são os objetivos e sonhos de Deus pra você? Precisamos, antes de mais nada, cumprir o propósito de Deus em nossas vidas, mas nunca é egoísmo pensar em nossa própria liberdade, felicidade, aventura e emoção… Estando firmes em Jesus, podemos conciliar tudo isso.

Solteiros, precisamos entender ainda que nós corremos um grande risco estando solteiros e longe da Oração! Porque qualquer balada, festinha, aproximação de pessoas que não tem o mesmo propósito de vida que o nosso pode ser distração para o pecado, para despertar os desejos da carne. E é claro que não conseguimos nos afastar de tudo, não somos do mundo, mas estamos no mundo (Jo 17, 16), mas quando estamos em Oração, podemos desfrutar de tantas coisas divertidas e ter o discernimento real do que é melhor para nós, segundo os critérios de Cristo. E quando estamos repletos do Espírito Santo, temos força para lutar contra o pecado.

E nada melhor pra aquecer um coração que o Fogo do Espírito Santo. Por isto, clamemos sempre: “Manda seu fogo Senhor, para que meu coração esteja repleto da sua graça, do seu amor!” E é assim que encontramos nossa real felicidade, em Jesus Cristo, Nosso Senhor.

Nós temos uma poderosa arma que é resposta para tudo em nossa vida, já parou para pensar? Se está com dúvida: reze. Se a vida está difícil: ore. Se está se sentindo sozinho: peça em oração.

Tem uma frase do Jô Soares que eu gosto muito: “A melhor maneira de ser feliz com alguém é aprender a ser feliz sozinho. Daí a companhia será questão de escolha e não de necessidade”. E poderíamos acrescentar: “a companhia será questão de Providência, e não de dependência!” Lembre-se sempre disto, e vá fazendo a sua parte. Encontre sua felicidade em Cristo Jesus, ofereça a Ele sua vida, aproveite tudo o que Ele tem pra dar e, com amizades sinceras e divertidas, amizades nascidas do afeto verdadeiro e da fé, viva cada dia desta “nada mole vida”!

Não fique se lamentando por estar solteiro no Dia dos Namorados, porque só você tem de perceber que é a joia mais preciosa, que é para Deus o bilhete premiado, que é o Sonho mais lindo de Deus!

“Pois estou persuadido de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potestades, nem as alturas, nem os abismos, nem outra qualquer criatura nos poderá apartar do amor que Deus nos testemunha em Cristo Jesus, nosso Senhor”. (Romanos, 8, 38-39)

Que amor lindo, louco é este de Jesus por nós!? Será que alguém sobre essa terra poderá algum dia nos amar assim? Não se preocupe por não receber neste Dia dos Namorados um cartão, um beijo apaixonado, um presente, corações ou flores. Porque Deus te oferece as mais belas flores dos campos silvestres, lhe dá o abraço amigo e ingênuo quando você se coloca em oração, lhe dá diversas cartas para provar seu amor presentes na Bíblia, e lhe entrega o maior e mais puro coração que já existiu, o Sagrado Coração de seu Filho amado.

Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3,16)

Desejo para você, que está solteiro(a), vida em abundância, com paz, com serenidade, com muito amor ao próximo, com festas saudáveis, diversão em família, com baladas da paz, viagens inesquecíveis… e te desejo fé! Fé em Deus!

Francyellen Dias da Silva, “solteira”, feliz, membro do Grupo Jovem Imago Dei, da Comunidade São Vicente

A Eucaristia é a doação mais generosa que Deus nos faz

junho 7th, 2013

85-destaque-noticia
A Eucaristia é a doação mais generosa que Deus nos faz. É a maior prova do seu amor e da sua vontade de estar no meio de nós.

Foi por meio da Hóstia consagrada que Jesus quis concretizar a Sua presença em nosso meio, para que compreendêssemos que a Eucaristia que recebemos é o seu corpo. Por meio dela, Ele se doa completamente para mim e para você.

Ela é o remédio e o alimento que precisamos! Assim como o alimento nos sustenta e nos dá a energia que necessitamos para realizarmos as atividades diárias,o Corpo de Jesus vem ser o alimento para nossas almas, para que tenhamos força para que possamos resistir às ciladas do inimigo e vivermos nesse mundo que comunga aquilo que é contrário aos seus ensinamentos.

É o remédio que atua sobre as nossas doenças. A Eucaristia é o próprio Senhor que vem em auxilio às nossas fraquezas.

A Hóstia Consagrada é a delícia do céu neste mundo, pois quem recebe a alma, sangue, corpo e divindade de Jesus recebe o próprio céu, pois ao comungarmos estamos recebendo Cristo em nós, ou seja, nos tornamos um só. É o Senhor que se faz em nós! Entramos em comunhão com Suas chagas, que foram abertas para nos salvar e nos libertar.

Fomos criados para a santidade e isso só é possível se procurarmos renovar nossas forças em Jesus. Seja na comunhão, seja na adoração, contemplar a face do Senhor no Santíssimo Sacramento do Altar deveria ser o desejo de todos os corações. Podemos encontrá-lo a qualquer momento basta irmos a uma igreja. Ele está sempre a nossa espera, porque nos ama e quer atingir o nosso ser em todas as áreas.

Mas infelizmente muitos ainda não tiveram a oportunidade, não quiseram conhecer ou fazer parte desse mistério de amor. E vivem  numa vida cheia de angústia, depressão e tristeza, por muitas vezes colocam coisas e pessoas como centro de suas vidas . Isso tudo é consequência do mundo de hoje e das escolhas que fazemos, da tentação que entra para destruir tudo em nossas vidas. E por vivermos constantemente esperando por alguma coisa ou por alguém. Esperar faz parte da humanidade, mas quando esperamos na pessoa certa que é Jesus, não nos decepcionamos, pois Ele sabe o que é melhor para cada um de nós.

Só em Deus repousa a minha alma, é Dele que vem o que espero. Só Ele é meu rochedo e minha salvação, minha fortaleza: jamais vacilarei” (Sl 61,6-7).

A segurança e a felicidade que buscamos encontra-se diante de nós no Santíssimo Sacramento! Por isso, rezo por aqueles que não amam, não adoram, não creem e não esperam em Deus. Para que um dia possam compreender a grandeza desse amor incondicional, que foi capaz de doar a sua própria vida e se fazer presente num pedaço de pão para se tornar um só, comigo e com você!

Alessandra Rodrigues Figueiredo, pregadora do Grupo de Oração São Vicente.

Grupo de Oração São Vicente.

Seja bem vindo ao blog do Grupo de Oração São Vicente. O grupo de oração da Renovação carismática em Brasília DF.